O mundo ao contrário

"Onde Vais?"
Perguntas tu,
Ainda meio a dormir.
"Não sei bem"
Respondo eu,
Sem saber o que vestir.

 

"Porque sais?,
Ainda é cedo,
E tu não sabes mentir."
"Nem eu sei,
Só sei que fica tarde
E eu tenho de ir."

 

Bem depois,
De estar na rua,
Instalou-se uma dor
Por nós dois,
Talvez sair
Tivesse sido o melhor...

 

Se assim foi,
Então porque me sinto a morrer de amor?

 

Tenho a noite
A atravessar
Doi-me não ir,
Mas não me deixas voltar...

 

Se gosto de ti,
Se gostas de mim,
Se isto não chega
Tens o Mundo ao contrário.

 

O Mundo ao contrário

 

Tenho a noite
A atravessar
Doi-me não ir,
Mas não me deixas voltar...

 

Se gosto de ti,
Se gostas de mim,
Se isto não chega
Tens o Mundo ao contrário.

publicado por Nes às 14:45 | favorito
sinto-me: nem me sinto
música: Xutos e pontapés (e chapas de arranhões)